Regulamento do condomínio: o guia essencial

O regulamento do condomínio desempenha um papel crucial, estabelecendo regras para a utilização, manutenção e administração das áreas comuns em edifícios compartilhados por diversos proprietários. Além de disciplinar o comportamento dos residentes, este documento exerce um papel vital na prevenção de potenciais desentendimentos. 

Contudo, surge a questão: é este regulamento obrigatório por lei? Quais são os seus conteúdos essenciais e quem assume a responsabilidade pela sua elaboração?

Regulamento do condomínio

Encontre aqui as ideias-chave deste artigo

Regulamento do condomínio: obrigatório?

Sim, é obrigatório sempre que existam mais de quatro condóminos. Nos casos em que há apenas três condóminos, a lei não exige a sua elaboração, independentemente do número de frações autónomas presentes no condomínio. O regulamento pode estar incorporado no título constitutivo da propriedade horizontal, conforme previsto no art.º 1418.º do Código Civil. Se não estiver incluído, e houver mais de quatro condóminos, é necessário elaborar um regulamento.

Elaboração e aprovação do regulamento

O regulamento deve ser redigido e aprovado pela assembleia de condóminos. Caso a assembleia não o faça, o administrador do condomínio pode assumir essa responsabilidade, embora a assembleia deva posteriormente aprovar o documento.
Se o regulamento não estiver incorporado no título constitutivo, pode ser aprovado por maioria simples. Caso contrário, a aprovação por unanimidade é necessária.

Obtenha um orçamento em 2 min!

Procura uma empresa de gestão de condomínios de referência e 

com qualidade no atendimento ao cliente?

Conteúdo do regulamento do condomínio

  • Disposições gerais: que descrevam a propriedade horizontal e identifiquem as frações autónomas e as áreas comuns.
  •  Áreas comuns: deve definir quais os cuidados com as partes comuns e condições de uso.
  • Direitos e deveres dos condóminos: deve enumerar os direitos e deveres dos condóminos, incluindo o direito de utilizar áreas comuns, obrigações de pagamento de quotas e regras sobre obras.
  • Resolução de conflitos e situações de litigio: deve definir regras para diversas situações de conflitos que podem surgir.
  • assembleia de condóminos e administração: normas para o funcionamento da assembleia de condóminos e as responsabilidades do administrador do condomínio.
  •  Seguro: detalhes sobre o seguro obrigatório contra incêndio, raio ou explosão para o edifício.
  • Questões práticas, como a permissão de animais de estimação, estendais em varandas e limpeza de áreas comuns também podem ser abordadas.

É importante observar que todas as regras do regulamento devem estar em conformidade com a legislação vigente. Por exemplo, o regulamento não pode estipular horários de ruído que contrariem o estabelecido na Lei do Ruído.

Alterações ao regulamento

O regulamento de condomínio pode ser alterado. Quando faz parte do título constitutivo, a discussão gira em torno da necessidade de consentimento unânime dos condóminos para efetuar alterações, tal como outras mudanças no título constitutivo. Quando não está incorporado, as alterações podem ser aprovadas por deliberação simples da assembleia de condóminos.

Quem fica sujeito às regras estabelecidas

As regras contidas no regulamento do condomínio são aplicáveis a todos os condóminos ou proprietários das frações. Além disso, abrangem os arrendatários das frações, ou seja, aqueles que as ocupam mediante contrato de arrendamento. Também são vinculativas para os comodatários, que vivem nas frações por empréstimo, e para os usufrutuários, que têm o direito de habitar as frações sem a possibilidade de vendê-las. Estas diretrizes visam garantir o cumprimento das normas estabelecidas no âmbito do condomínio. 

Conclusão

O regulamento do condomínio é um documento vital para a vida em condomínios. Estabelece as regras para uma convivência harmoniosa e eficaz entre os proprietários e ajuda a evitar conflitos. Portanto, é essencial que seja elaborado, aprovado e revisto conforme necessário, sempre em conformidade com a legislação em vigor.

Tags :

Partilha este artigo:

Estamos a revolucionar a gestão de condomínios na Europa. A nossa missão é tornar a experiência dos condóminos fácil e eficiente, através de gestores experientes, da automatização de tarefas e do nosso chatbot com inteligência artificial especializado em condomínios.

Contactos
Telemóvel

+351 911 194 727

Sede

Rua Castilho 14C 5º Lisboa

Este website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegação, está a aceitar a utilização de cookies.

Olá, o meu nome é Marta. Vamos obter um orçamento de gestão do seu condomínio em 2 minutos?